PROGRAMAÇÃO AUTISMO MANAUS 2017: FEIJOADA BENEFICENTE 2017


Feijoada Beneficente 2017
Em prol da manutenção das atividades da sede do Instituto Autismo no Amazonas.
Dia: 08 de abril de 2017 a partir das 11h.
Local: Clube Municipal - Av. Torquato Tapajós - Flores - Manuas -AM
Fones: (92) 99206-8112, 98116-7415, 99191-3565
Este evento faz parte da Programação de Conscientização do Autismo na Cidade de Manaus-AM


CAFÉ BENEFICENTE 2016 DO INSTITUTO AUTISMO NO AMAZONAS


Você é nosso convidado nos 05 anos de fundação do Instituto Autismo no Amazonas. 
Venha e participe do Café Beneficente 2016,  valor: R$ 15,00.
Dia 04 de dezembro de 2016, de 7:30 as 10:30. (domingo) 
Rua dos Passes, 106, Conjunto Jardim Meridional, Parque Dez, Manaus-AM.
Contatos: 99140-6997 e 99191-3565

ATELIÊ DA INCLUSÃO: MANAUS AUTISMO


Nos dias 27 a 28 de setembro de 2016, o Instituto Autismo no Amazonas, estará com o ATELIÊ DA INCLUSÃO, na Universidade Nilton Lins - MANAUS-AM, na PALESTRA Patricia Piacentini, com vendas de camisetas, material pedagógico adaptado e sensorial voltado ao trabalho de inclusão do autista.
Que o público ao adquirir estes artigos estará ajudando a manter a sede do Instituto Autismo no Amazonas.

Fones: (92) 3654-0694 e 99140-6997 

Estamos a sua Espera!

AUTISMO MANAUS 2016: ATELIÊ DA INCLUSÃO

Uma Causa diferente, para quem pensa diferente!
Nos dias 15, 16 e 17 de setembro de 2016, de 10h as 21h, o Instituto Autismo no Amazonas, estará com a loja ATELIÊ DA INCLUSÃO, em Parceria com o Manaus Plaza Shopping, com vendas de camisetas e material pedagógico voltado ao trabalho de inclusão do autista.
Que o público ao adquirir estes artigos estará ajudando a manter a sede do Instituto Autismo no Amazonas.
Endereço: MANAUS PLAZA SHOPPING - Av. Djalma Batista, 2100 - Chapada, Manaus - AM.
TÉRREO - Ao lado da Cacau Show
Fones: (92) 3654-0694 e 99140-6997
Estamos a sua Espera!



CAMPANHA AUTISMO MANAUS: LOJA ATELIÊ DA INCLUSÃO


CAMPANHA AUTISMO: Uma Causa diferente, para quem pensa diferente!
Nos dias 15, 16 e 17 de setembro de 2016, o Instituto Autismo no Amazonas, estará com a loja ATELIÊ DA INCLUSÃO, em Parceria com o Manaus Plaza Shopping, com vendas de camisetas e material pedagógico voltado ao trabalho de inclusão do autista.
Que o público ao adquirir estes artigos estará ajudando a manter a sede do Instituto Autismo no Amazonas.

Endereço: MANAUS PLAZA SHOPPING - Av. Djalma Batista, 2100 - Chapada, Manaus - AM. 
                 TÉRREO - Ao lado da Cacau Show
Fones: (92) 3654-0694 e 99140-6997

Estamos a sua Espera!

ELES NÃO ESTÃO NEM AÍ.

Os autistas, crianças e jovens, meus alunos, quando me olham,abraçam-me, aproximam-se de mim, não querem saber se sou crente ou ateu, cristão, judeu, muçulmano. Seja lá quem for. Se estou gordo ou magro, se sou bom ou mal, se tenho estudo ou deixei a escola pela metade, se sou hétero ou homossexual, se sou rico ou escasso, se sou feio ou bonito, se sou negro ou branco, se tenho problemas ou vivo sem eles, se luto por uma causa ou sou alienado. Não. Eles apenas são.
                Estão sempre prontos a me afagarem. A me responderem do jeito que são e não como eu queira que deva ser a resposta. Eles apenas são.
                Eles não estão nem aí para o que penso, ajo ou tenho como referência algo que acho seguro e fiel para a minha vida.
                Eles não estão nem aí para o que eu acredito, sinto, penso ou suponho.
                Eles apenas me olham. E no seu olhar muitas vezes me pego pensando o quão despretensioso é este olhar. Sem querer retribuição ou sentido. Apenas um olhar de ser para ser. E me veem como ser humano, simplesmente. É neste olhar que mergulho e sinto um mundo de liberdade, de não ter regras, de não ter rótulos, de não ter normas e classificações, de não ter crenças... E me subjugar ao “não ser”.
                Queremos enquadrá-los num mundo que nós acreditamos ser o ideal, ser o real. Muitos são os métodos que tentam fazer funcionar isto. Mas não é assim que acontece. Não é assim que as coisas funcionam. E com todos os métodos que consideramos válidos do nosso ponto de vista e crença, tentamos nos esquivar da real situação que nos incomoda não por estarmos diante de um autista, mas pelo simples fato de termos o sentimento que podemos regular tudo e que tudo deve estar de acordo com o que pensamos e acreditamos. Fora isso é heresia, é o incorreto, é o absurdo.  Mas este autista com seu comportamento, sua comunicação e sua relação conosco foge dos padrões que impomos a nós mesmos.  Aí, ficamos atônitos. Tontos. Porque os autistas nos colocam em situações desafiadoras. Desafiadoras para nós. Para eles, não.  Porque não aceitamos que ninguém afronte nossos sagrados conceitos, comportamentos e ideias do que é certo ou errado, tão promulgados por nossos ancestrais que nos disseram que o que eles pensaram e estudaram é a verdade incorruptível.

                Sou professor. Mas não sou um professor. Sou professor de autistas. E eles não estão nem aí para isto. O que importa?... Eles.

Nilson Costa Filho
Pedagogo e Psicomotricista/Terapeuta